Madame

O longa-metragem documentário conta a história de Camille Cabral. Nascida socialmente homem, no interior da Paraíba, nordeste do Brasil, frei de ordem franciscana, assumiu a transexualidade e transformou-a em uma causa para lutar. Depois de formar-se em medicina no estado de Pernambuco, mudou para a França na época do surgimento do vírus HIV e início das pesquisas da Aids. Foi quando começou uma luta social em defesa das profissionais do sexo no país e fundou uma ONG que luta pelos direitos das minorias e combate do tráfico sexual. É a primeira trans a ser eleita vereadora na Republica Francesa. De um lado as belíssimas paisagens de Paris em um submundo das imigrantes transexuais na França, de um outro a revisita de Camille à sua terra natal pela primeira vez com uma mulher com identidade e histórico de lutas. O documentário ganhou através de um pitching um apoio de coprodução da Globo Filmes/GloboNews, está em finalização com previsão de lançamento até o final de 2018.