Tudo errado

Tudo errado é uma comédia dramática que vai falar sobre a adolescência, período crucial e perturbador tanto para quem vive, quanto para quem convive. E terá uma abordagem leve e bem-humorada.
Nela se manifestam as primeiras incertezas. As grandes revoltas, os maiores desejos. As grandes paixões e os sonhos.
Num país onde a maioria de sua população é menor de 18 anos. É fundamental fazer filmes que abordem o universo do adolescente, como relacionamento familiar, sexualidade, gravidez, drogas, falta de perspectivas, sonhos, ambições, frustações e amadurecimento.
Em uma linguagem dinâmica e sofisticada. Com humor e reflexão, o longa-metragem pretende estabelecer uma identificação e diálogo com plateias jovens (de qualquer idade) e populares.

Sinopse:

Bebel, de 16 anos, descobre que está grávida e entra em pânico. Ela pensa em se suicidar, mas acaba fugindo de casa e pedindo carona na estrada. É quando conhece Sônia, 40 anos, veterinária, mulher insegura e meio imatura que está mudando para o Tocantins, fugindo de um relacionamento abusivo. Mentindo que é órfã, Bebel consegue convencer Sônia a leva-la consigo.
Na nova cidade, Bebel aproveita para andar de bicicleta e tomar banho de cachoeira. Ela até esquece que está grávida…. Ela e Sonia conhecem Pierre, cinquentão diletante que acha ser um artista mas é dono de uma das maiores fazendas do lugar. Mas o lugar está completamente falido, já que Pierre só pensa no romance que escreve sobre a capacidade do homem de cometer erros, mesmo buscando fazer a coisa certa.
Pierre se interessa por Sonia, mas ela está apaixonada por Bebel, que conheceu um motoqueiro misterioso chamado Giba. Esse garoto está na cidade tentando fazer contato com… disco-voadores. Sonia não gosta do romance entre Bebel e Giba e as duas brigam. Sonia busca consolo nos braços de Pierre enquanto Bebel se abriga na casa de Giba.
É quando a fazenda de Pierre é invadida por sem-terras. A imprensa entrevista Bebel, que aparece na TV e é vista por seus pais que viajam para Tocantins. Pierre confessa que, apesar de parecer um latifúndio improdutivo, suas terras são a maior plantação de maconha do estado. Chocada, Sônia rompe com Pierre e retorna pra sua casa, onde encontra os pais de Bebel. Quando ela descobre que a menina não é órfã e ainda por cima está grávida.
Sônia entra novamente em crise. Bebel se reconcilia com os pais e vai se despedir de Giba, mas é tarde demais. O rapaz teria embarcado num disco voador.
No meio de tudo isso, chega a ex-namorada de Sônia. Nanda. A veterinária se reconcilia com ela, deixando Pierre na rua da amargura. Pierre resolve ceder a fazenda pros “sem-terra”, mas antes ele ateia fogo à sua plantação de maconha. A fumaça provoca ondas de prazer e alegria em todos.
Na volta para Brasília, Bebel reflete sobre esses acontecimentos e se pergunta se existe algum sentido na vida.
Mas a barriga está crescendo e ela vai ter mais para se preocupar do que a falta de sentido das coisas.

*Foto: Natália Odenbreit.