MATRIOSKA

MATRIOSKA é uma comédia romântica moderna,  carioca, ambientada numa Copacabana solar e sensual, com personagens facilmente identificáveis. É o segundo longa-metragem de ficção do diretor e roteirista Paulo Halm e esta sendo realizado em co-produção com a Globo Filmes, República Pureza e Fênix distribuidora. Já temos a confirmação da atriz Letícia Colin e do ator Marcos Veras para viverem os protagonistas da trama.

O filme que pretende propõe uma narrativa divertida e sofisticada, com personagens e situações contemporâneas, humor e sensualidade, ao mesmo tempo em que discute questões mais sérias, como relacionamento familiar e prostituição, sempre de forma cômica e leve.

A história gira em torno de três personagens principais e se passa praticamente dentro de um apartamento com alguns exteriores, praia e bares, no bairro de Copacabana. Visualmente, a intenção é buscar uma composição – na luz, na cenografia e no figurino – que reflita a psicologia dos personagens e a transformação que eles sofrem ao longo da narrativa, fugindo dos padrões clássicos da comédia, com luz chapada e cores fortes. Afinal, MATRIOSKA é um filme que começa com uma tentativa de suicídio e termina com um casal esperançoso e apaixonado em plena praia

 SINOPSE

JOSÉ vem ao Rio cuidar do espólio de seu pai, MACHADO, com o qual nunca se deu bem. O fantasma do Machado aparece buscando se reconciliar com José. O relacionamento entre filho vivo e pai fantasma acaba se complicando quando surge EKATERINA, a “noiva” russa que o pai havia comprado num site de relacionamentos eróticos. José se apaixona pela jovem, mas logo descobre que a garota está ilegal no Brasil e está sendo procurada pela Policia Federal por fazer parte de um esquema internacional de tráfico de mulheres e lenocínio.  Qual uma matrioska, aquela bonequinha russa que contém várias dentro dela, Ekaterina vai se revelando uma nova mulher a cada instante. E a cada revelação, surge um novo problema.